Eliminar crenças limitantes e ultrapassadas é tudo, se você quer prosperar no Direito.

E quando eu digo prosperar eu quero dizer fazer dinheiro, seja através de um concurso público, como advogado autônomo ou por qualquer outra área que você possa atuar.

E que crenças são essas? Eu costumo chamá-las de “Os 4 mitos que você aprendeu na faculdade de Direito”.

Se você conseguir entender, no final deste texto, que esses 4 mitos são errados e absurdos, eu te garanto que você estará dando um grande passo em sua carreira.

Então vamos a eles!

1) Achar que suas credenciais serão diretamente proporcionais com o sucesso que você vai ter como profissional de Direito.

As pessoas costumam achar que ao conquistarem títulos como Mestrado, Doutorado e algumas especializações, automaticamente terão sucesso profissional e financeiro.

Mas atenção! Não é assim, nem de longe, que funciona.

Você pode ter Mestrado, Doutorado e um monte de especializações, se você não sabe como atuar no mercado de Direito, isso não vai fazer diferença (a não ser, é claro, que você vá seguir a carreira acadêmica).

Obter o título só pelo título é o melhor caminho para a frustração profissional, porque você vai encontrar em seu caminho pessoas que só fizeram a graduação e estão ganhando muito mais do que você, simplesmente porque elas sabem como ter sucesso no Direito.

“E como se tem sucesso no Direito?”

Com 3 pilares bem alinhados:

  • Habilidade Interpessoal;
  • Capacidade de gerar resultado;
  • Marketing bem feito alinhado às regras da OAB.

Não esquenta, vou falar sobre isso mais pra frente. Vamos ao segundo mito.

2) Achar que alunos com as melhores notas vão se dar melhor quando formados.

Esse talvez seja o maior mito dentre os 4 de hoje.

Eu, por exemplo, não era uma aluna boa. Sempre tirava as notas mínimas para passar de ano e muitas vezes nem me preparava para as provas.

Mesmo assim, com 1 ano de formada eu cheguei exatamente no cargo que eu queria.

Tudo bem, eu prestei concurso público, mas mesmo se fosse em alguma entrevista ou algo assim, ninguém ou quase ninguém vai pedir suas notas. Eles estão interessados em outras coisas.

Eles querem saber sobre a sua habilidade de se comunicar, de se portar e de fazer o trabalho direito.

Eu digo isso porque todas as entrevistas que eu passei foi assim.

Ainda bem que eu aprendi isso cedo, vocês não fazem ideia de como isso poupa tempo.

3) Achar que você sairá da faculdade pronto(a) para o mundo profissional.

Esquece isso. Um passarinho nunca sai do ninho pronto para voar.

Existem muitas habilidades complementares da faculdade que você precisa adquirir o mais rápido possível.

Uma dessas coisas é conseguir um Estágio o mais rápido possível para ter contato com a prática do Direito.

É esse tipo de coisa que te leva ao mundo real.

4) Achar que a OAB é um bicho de sete cabeças.

Há quem diga que é preciso estudar a faculdade inteira initerruptamente para passar na OAB, eu acho isso bobagem, 60 dias já é tempo mais do que suficiente para estudar para a prova.

A OAB é só mais um teste.

Enfim, esse texto acabou ficando muito longo, mas eu ainda tenho mais 2 coisas pra falar pra vocês.

A primeira é sobre as 3 habilidades para ter sucesso no Direito e a outra é falar mais sobre porquê a OAB não é um bicho de sete cabeças.

Para isso, eu fiz um vídeo no meu canal do Youtube onde eu falo de forma mais aprofundada sobre tudo isso de hoje.

Clique no vídeo abaixo para assistí-lo aqui mesmo nesta página:

Era isso. E aí, você já sabia disso? Ficou com alguma dúvida? Me conta nos comentários.

Um abraço e até a próxima, Amanda

Autor: Ah! manda Direito

Notícias relacionadas
Comentários