Quando alguém me pergunta que matéria escolher na segunda fase da OAB, eu sempre peço para que analise 4 pontos.

Esses 4 pontos são decisivos. Nesse post eu vou te mostrar cada um deles e, no final, você saberá com certeza que matéria escolher.

Então vamos lá!

Primeiro ponto: NÃO DÊ OUVIDOS AOS SEUS AMIGOS.

Eu sei que você já ouviu um monte de histórias de como Civil é uma matéria com muitas peças e que é muito díficil acertar.

Eu sei que você ouve direto que Penal é uma matéria muito mais fácil de estudar e que você estará muito mais seguro.

Eu sei, eu sei, eu sei…

Mas me deixe te mostrar alguns dados concretos.

Civil e Constitucional são as matérias que mais aprovam, proporcionalmente, na OAB.

Isso mesmo, o bicho de sete cabeças chamado Civil aprova mais do que a maioria das outras matérias.

Mas não é só isso, veja outro dado: A quantidade de pessoas que opta por Civil na segunda fase só aumenta desde a criação da prova.

Entendeu por que não escutar seus amigos? Primeiro procure os dados e não fique escutando opiniões alheias.

Segundo ponto: JOGUE SOLTO NA MATÉRIA

Sabe aquela matéria que você sempre teve afinidade e sente gosto de estudar? Então, provavelmente essa tem que ser a sua escolha.

Mesmo que somente 1% das pessoas aprovassem nessa sua matéria, você deveria escolher ela mesmo assim, afinal você já tem afinidade e também uma certa prática no assunto.

Terceiro ponto: ANALISE OS DADOS

Como eu já comentei um pouco no primeiro ponto, leve em consideração o que os dados das provas anteriores dizem, ou seja, se os gráficos falam que muitas pessoas fazem civil e muitas também são aprovadas em civil, você deveria considerar bem essa possibilidade.

Quarto ponto: EXPERIÊNCIA É A CHAVE

Se você, mesmos que os dados e a sua afinidade digam o contrário, tenha real experiência em alguma matéria, escolha ela imediatamente.

Nada vale mais do que estar no campo de batalha de alguma matéria.

Sinceramente, esse é um dos conselhos mais sérios e decisivos que eu poderia dar para quem vai prestar a OAB.

E aí, o que achou do post de hoje? Com certeza agregou muito na sua decisão, não é mesmo? Me diz aí nos comentários.

Para quem tiver interesse, eu fiz um vídeo no Youtube explicando um pouco mais sobre isso. Para assisti-lo, clique no vídeo abaixo aqui mesmo nessa página:

Te vejo no próximo post.

Um abraço, Amanda Alves.

Autor: Ah! manda Direito

Notícias relacionadas
Comentários